A minha foto
Nome:
Localização: Lisboa, Portugal

Sou uma mulher transexual de Lisboa, Portugal, onde nasci e cresci. Neste espaço poderá encontrar pensamentos, reflexões e comentários inerentes à minha vida como mulher trans. Seja benvind@ ao meu cantinho.

segunda-feira, agosto 11, 2008

As mamas...


É curioso ver como as pessoas nos "vêem". Até há quase um ano atrás, o meu tratamento hormonal não tinha surtido efeito no meu peito, e então coloquei próteses. Depois foi o período de recuperação, e logo a seguir veio a Primavera e agora o Verão.

Obviamente, agora aproveito para usar (não abusar) do que não podia usar antes, decotes, tops, etc. Mas sempre discreta, como eu sou e gosto de ser. De qualquer das formas, começo a reparar que se, antigamente e apesar de não ter mamas, já era assediada, agora é por demais (pelo menos para mim).

Vou na rua e reparo nos olhares "dirigidos" aquele local, oiço algumas coisas que nem percebo na maioria das vezes, e bastou-me colocar uma foto recente nos meus perfis para as visitas e pedidos de amizade dispararem.

Curiosamente, eu própria ainda me estou a adaptar totalmente ao meu novo peito, visto que não foi crescendo, surgiu quase de repente. Mas não há dúvidas de que, socialmente, são essencialmente as mamas que fazem de nós "verdadeiras mulheres".

É o seio materno, é a atracção pelos dois "montinhos" que surgem por detrás de um decote. Ou seja, passei de alguém, que apesar de ser mulher, era uma espécie de "misfit", para uma "considerada mulher a sério", e isto tudo apenas porque tenhos mamas!

Não há dúvida alguma que, podendo não ser assim tão importante para nós em alguma fase da vida, como mulheres Transexuais, os nossos seios acabam por nos dar um "estatuto social" de "mulheres". Sim, porque as mulheres têm peito, sim, porque as mulheres não têm pêlos no rosto, sim, porque as mulheres têm vagina.

Pois, mas eu continuo a ser muito pragmática nesse aspecto. Não são as características exteriores que nos fazem ser "a" ou "b", homens ou mulheres. É aquilo que somos, que sempre sentimos que éramos, que conta. Eu sempre fui mulher. E coloquei as próteses para me sentir melhor comigo própria, para me sentir mais eu. Não as coloquei para ser ou "mais mulher" ou "mais desejável".

Não é, em definitivo uma vagina que faz uma mulher, nem um pénis que faz um homem. Pensem nisso.

1 Comments:

Anonymous Julia said...

Concordo consigo.......mas confesso que você faz-me uma inveja danada com os seus peitos!!!!!

agosto 13, 2008 4:19 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home