A minha foto
Nome:
Localização: Lisboa, Portugal

Sou uma mulher transexual de Lisboa, Portugal, onde nasci e cresci. Neste espaço poderá encontrar pensamentos, reflexões e comentários inerentes à minha vida como mulher trans. Seja benvind@ ao meu cantinho.

terça-feira, julho 21, 2009

Procurar a felicidade...


Durante praticamente toda a nossa vida mantemo-nos numa busca incessante pela felicidade, algo que consideramos um "estado" perfeito para nós.

Só que a felicidade não é, para mim, um "estado", mas sim momentos. Momentos passados ao lado da pessoa que amas e que te ama (algo que não sei o que é), ter uma vida estável com um emprego, um lar, uma vida preenchida. Quem é que não deseja essa tão almejada felicidade?

O problema é que nem toda a gente parece ter direito a ela. Sou uma Mulher Transexual pré-op (ainda não fiz a cirurgia de redesignação de sexo, para quem não sabe) e, mesmo aquelas que já a fizeram e já têm os documentos legais com o nome e género femininos, existe sempre o estigma.

Ou é o horroroso "shemale" na melhor das hipóteses para as iguais a mim, ou "a mulher-que-já-foi-um-homem" para as que já se operaram. Nunca podemos fugir do passado, e esse estigma corta-nos praticamente todas as hipóteses de sermos (ou termos momentos) felizes.

Os homens vêem-nos sempre da mesma forma, e são praticamente todos iguais (no more comments). E as mulheres biológicas não nos vêem no mesmo plano que elas. Curiosamente, para aquelas que nascem num corpo feminino, nós ou somos lindas e concorrência, ou não passamos de "homens travestidos".

Sendo assim, a própria vida em sociedade nos corta as pernas. E afasta-nos da tão esperada felicidade.

Se sou feliz? Não, não sou. Porquê? Não me deixam.

8 Comments:

Blogger ♥ Guida said...

Resumindo: tretas! Temos uma sociedade da treta que se alimenta de preconceitos e de mesquinhês, entre outras coisas. Pensa, as coisas estão a mudar :) És uma mulher linda!

Vou ser sincera, cheguei cá quando estava a pesquisar sobre a Ana Lopes no Google e desde logo vi-te como uma mulher! Se não tivesse lido mais nada no blogue, nunca te teria visto no corpo de um homem. É a verdadinha!

Beijos grandes

julho 21, 2009 9:53 da tarde  
Anonymous Eu gosto de ti said...

não és feliz mas acredito que o haverás de ser. descomplica e aproveita qq momento, q tal como dizes são eles que nos transmitem o sabor a felicidade: lá fora o sol brilha de novo e ouço crianças a brincar. gosto deste som! gosto do sol. gosto da luz da nossa cidade.

beijo em ti

julho 23, 2009 5:51 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

fecha os olhos e vizualiza todos os momentos em que alguém te fez sorrir. faz esses momentos durarem para sempre. beijos.

julho 25, 2009 10:18 da tarde  
Blogger Sereia Adri said...

Ô, Lara, fico tão tristinha em te ver macambúzia, és tão dinâmica e bonita. Será que não tens focado muito no cinza e pouco no rosa? Sugiro ler um texto que postei em meu blogue há pouco falando de uma amiga que também tem estado desiludida com a vida (“A felicidade [também] é uma questão de foco”), de repente pode te dizer algo. Bjs... e bata as sandálias e poeira pra cima! rs

agosto 01, 2009 2:42 da manhã  
Anonymous  said...

Lara

Sinto a ausência dos teus pots! Que estejas bem

beijo amigo

agosto 19, 2009 8:47 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Por favor, ânimo para cima. Que é isso de estar desanimada?
Estás , penso, um pouco magra.
Adoro TGatas. Sei que não sou homo. Não gosto do corpo do homem. Noutro post dizes que os TLovers o que gostam é "daquilo" a mais. Não! No meu caso, gosto do conjunto.
Beijo e força.

agosto 20, 2009 5:25 da tarde  
Blogger Lua said...

Acima de tudo és uma corajosa! tens todo o meu respeito! Poucas sao as pessoas que tem coragem de mudar e assumir essa mudança. e mereçes ser feliz.

setembro 04, 2009 12:04 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Essa insistência no «homens!» não te faz bem. Também há muitos homens que pensam «mulheres!» e também estão errados. Pensa antes no que queres fazer e como o vais fazer. Vão aparecer-te homens mais facilmente se tiveres uma vida estável e composta. É muito duro ter-se uma relação com alguém que está desempregad e que está a passar por um processo de transformação f´sica. Pior, o seres depressiva, estares tão magra e queixares-te dos homens não te ajuda. Ou querias sol na eira e chuva no nabal? És bonita e inteligente, isso vê-se bem. Só te falta estabilidade. Se eu não estivesse já numa relação adorava conhecer-te, mas não queria cá depressões e ajudava-te logo a procurar uma solução para ti. nem que criasses a tua própria empresa. Pensa no teu futuro a sério e não encraves nessa depressão.

abril 16, 2010 1:42 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home