Lara's dreaming

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Portugal

Sou uma mulher transexual de Lisboa, Portugal, onde nasci e cresci. Neste espaço poderá encontrar pensamentos, reflexões e comentários inerentes à minha vida como mulher trans. Seja benvind@ ao meu cantinho.

sábado, agosto 22, 2009

Trans brasileira "arrasa" no Ídolos

Notícia: G.Online

Travesti cearense conquista jurados do Ídolos

Uma candidata de Fortaleza do programa Ídolos, exibido pela Record, surpreendeu os jurados e telespectadores não só pelo seu talento, mas por revelar, após ter sido aprovada, que é uma travesti.

Lívia Mendonça, de 20 anos, chegou ansiosa para se apresentar para os três jurados Paula Lima, Luiz Calainho e Marco Camargo. Contou que foi incentivada pela mãe a mostrar suas qualidades vocais e que não tem experiência de cantar em público. "Não canto pra ninguém, só resolvi cantar para participar do Ídolos. Criei coragem e vim. Sempre morri de vergonha de cantar. Meu sonho é poder cantar, e nem é preciso eu ganhar dinheiro, apenas cantar", disse Lívia pouco antes da apresentação.

A candidata, que trabalha num salão de beleza, escolheu uma canção de Maria Bethânia e deixou os jurados surpresos ao mostrar que tinha uma bela voz. Paula Lima até agradeceu por Lívia ter se inscrito e Camargo disse que nunca tinha ouvido um timbre parecido com o de Bethânia. Na sequência, pediu para Lívia cantar Negue e a moça, que já agradara os jurados, ganhou um sim triplo e foi classificada para a próxima fase.

Emocionada após a aprovação, a mãe da jovem foi quem deu a deixa para Lívia revelar ser uma travesti. "Espero que Lívia seja reconhecida não pela opção sexual (sic), mas sim pelo talento que tem como cantora", disse a mãe. Em seguida, o apresentador abordou Lívia e perguntou se ela era mulher: “Não”, disse a jovem. “Sou travesti”.

Assista em baixo ao vídeo. Que voz!!!

sexta-feira, agosto 21, 2009

Violência policial injustificada contra Trans

O caso passou-se em Toledo, situada em Alagoas, durante a Parada Pride da cidade no fim-de-semana passado. Uma transexual foi acusada de estar praticamente nua na rua e foi detida pelas autoridades policiais brasileiras. A violência desmedida usada para esta detenção, mostrada num vídeo captado por amadores, é bem demonstrativa do tipo de tratamento dado pelas autoridades não só no Brasil mas ainda em muitos outros países às pessoas transexuais e transgénero.

A vítima recusou-se a apresentar queixa dos polícias envolvidos por medo de represálias.

Fica aqui também documentado (mais) um atropelo violento e injustificável dos direitos humanos perpretado pelas mesmas autoridades que deviam ser a salvaguarda desses mesmos direitos.

Eduarda Santos para Lara's dreaming