Lara's dreaming

A minha fotografia
Nome:
Localização: Lisboa, Portugal

Sou uma mulher transexual de Lisboa, Portugal, onde nasci e cresci. Neste espaço poderá encontrar pensamentos, reflexões e comentários inerentes à minha vida como mulher trans. Seja benvind@ ao meu cantinho.

quarta-feira, janeiro 12, 2011

Ano novo, blog renovado

Costuma dizer-se ano novo, vida nova. No meu caso, como provavelmente no caso de muito mais pessoas, nada neste ano novo me parece começar bem. Não sei se este será o último post que escrevo aqui, pois o Lara's dreaming já não faz sentido para mim, pelo menos nestes moldes.

Depois de um 2010 em que me parecia que muita coisa estava a evoluir positivamente, eis que me apercebo que nesta vida nada é linear, nem simples, mas cheio de curvas tortuosas. E tanta, tanta coisa nesta vida não depende, nem mesmo quando queremos, de nós.

Primeiro, devo aqui destacar algo do qual ainda não tinha escrito, a lei de identidade de género, que após dura luta foi mais ou menos para a frente. Mais ou menos, porque depois de muita confusão e entraves no projecto-lei, o Presidente da República decidiu vetá-la sem uma justificação minimamente coerente. Obviamente que aqueles que desde o início eram apologistas de uma lei em que as pessoas transexuais só poderiam alterar nome e género após a cirurgia de redesignação de sexo, e que inclui especificamente os médicos que nos tratam e operam, bem como os partidos de direita, devem ter jubilado com esta decisão do líder da nação, na esperança de que ainda se consiga dar a volta e colocar lá essa obrigatoriedade. Triste, muito triste, e que só me envergonha ainda mais de ser uma cidadã deste país pequenino de tamanho e de mentes.

Curiosamente, e depois de uma dura campanha do lobby gay aquando do casamento entre pessoas do mesmo sexo, em que até casamentos a fingir e manifestações houve em frente da assembleia da república, agora o silêncio foi quase total. Tirando uma declaração aqui e outra ali, pouco ou nada foi feito para levar esta lei a bom termo. Uma lei pela qual eu também lutei e durante muito tempo, mas da estrutura da qual fui afastada, ainda hoje gostaria de saber porquê. Pelos vistos fui rotulada de ex-activista por pessoas que têm uma influência que nunca deviam ter e um poder que nunca lhes deveria ter sido dado. Também, pelos vistos, ter batalhado estes anos todos por uma sociedade mais digna, onde as pessoas transexuais tivessem direitos como todos os outros, caiu em saco roto. Vejo agora que eu ter dado a cara, a voz e a escrita pelas pessoas que sentem como eu não serviu absolutamente de nada. Serviu para eu ser posta de lado, sem uma justificação, sem critérios, sem piedade. Muito bem, meus caros, dou-me por vencida: nunca mais darei a cara, a voz ou a escrita por interesses que supostamente também seriam os meus, mas que pelos vistos não o são. Posso ser muita coisa, mas hipócrita não sou, e o vosso cinismo só me entristeceu porque ainda acreditava que esta era uma luta não de uma pessoa, mas de todas. Sendo assim, termino aqui e agora, oficialmente, o meu papel de activista pela causa transexual. Espero que regozijem após lerem estas linhas.

O Lara's dreaming terminará, ou não, por aqui, isso só o futuro o dirá, mas deixará de ser um blog de uma activista transexual, para passar a ser um blog de uma simples mulher que teve o infortúnio de nascer transexual. Já aqui escrevi sobre o estigma, e ele mantém-se mais vivo do que nunca. Este passará a ser um local mais pessoal e intimista ainda, com lugar a reflexões e pensamentos sobre a importância exacerbada que se dá a um corpo, quando é dentro dele, no nosso coração e alma/mente, que tudo o que realmente importa se passa.

Obrigada a todos e todas que leram, lêem ou vão lendo o que aqui escrevo. Podem sempre comentar, enviar textos vossos se assim o desejarem, que eu vou mesmo fazer os possíveis para que não me tirem o meu último direito: o de me exprimir e expressar livremente.

Até breve,

Lara Crespo